Acessos

Fale Conosco
Tecnologia

Golpes na internet. 10 dicas para você se prevenir.

Por 26 de julho de 2017

Todo mundo sabe que prevenir é melhor que remediar, um ditado bem antigo. Hoje dispomos de ferramentas sofisticadas de proteção que conseguem barrar com eficácia as ameaças digitais, mas não é por causa disso que vamos abusar da sorte.

É quase unanimidade quando você pergunta aos amigos se já receberam e-mail falsos. Uma dessas táticas, chamada phishing (pescaria, em inglês), é um artifício para chamar a atenção do destinatário da mensagem e fazer com que ele execute uma ação, e geralmente é clicar em um link.

Clicou? Mordeu a isca.

Ao executar a ação, você abre a porta do seu dispositivo para que o criminoso capture informações importantes como senhas, documentos pessoais e acesso para sua conta bancária. Ou seja, corre-se o risco de perda de dados confidenciais e até dinheiro. E não pense que isso só ocorre por e-mail.

Cada vez mais os cibercriminosos sofisticam as ações e ampliam o campo de batalha atuando em redes sociais, sites falsos e até aplicativos de mensagens. Contudo, o e-mail, ainda pela popularidade e utilização para recebimento de contas e comunicados, é utilizado com frequência pelos fraudadores.

A seguir, confira algumas dicas para se defender e evitar prejuízos na internet:

  1. Ao receber e-mail supostamente vindo de algum órgão ou instituição conhecida, tente lembrar se você realmente solicitou o recebimento daquela mensagem ou aquele tipo de pagamento.
  2. Quando receber e-mails de bancos, o mais óbvio e observar se você é correntista. Muitos fraudadores enviam a esmo, numa tentativa de acertar o alvo no escuro, já que diversas pessoas possuem conta em mais de um banco.
  3. Observe a grafia, os erros de português, mesmo! Parece fútil, mas nenhuma empresa de reputação irá enviar mensagens cheia de erros gramaticais.
  4. Órgãos do governo, principalmente da justiça, não enviam mensagens por e-mail. Fique atento a supostas ordens judiciais, links para processos e outros documentos estranhos a sua rotina.
  5. Existem inúmeros sites de compras oferecendo ofertas absurdas. Desconfie de preços muito baixos em pesquisas pela internet e, antes de comprar, verifique através de sites de reclamação se a empresa é idônea.
  6. Links maliciosos geralmente direcionam para sites ou URLs falsas. Uma forma de confirmar a veracidade é passar o ponteiro do mouse SEM CLICAR sobre o link. Se o endereço que aparecer no canto inferior esquerdo da tela for diferente daquele mostrado no link, desconfie.
  7. Caso seja correntista do banco, assinante de algum serviço pela web ou pague digitalmente algumas contas, mas desconhece a taxa, mensalidade extra ou atualização de dados, entre em contato com a empresa através dos canais seguros divulgados no contrato ou na mídia e tire a dúvida.
  8. Evite clicar em links que chegam por aplicativos de mensagens, tipo correntes, imagens chamativas ou manchetes que atiçam a curiosidade. Em diversos casos, seu amigo foi infectado e o vírus dispara links para todos os contatos dele.
  9. Utilize ferramentas de escaneamento do seu dispositivo com frequência. Ele vai varrer todo o sistema em busca de ameaças.
  10. Um bom antivírus bloqueia de imediato mensagens e links maliciosos, pois são atualizados diariamente. Compre a licença de um antivírus reconhecido ou utilize as versões implementadas em nuvem para proteger seu banco de dados.

Além dessas dicas, a ordem do dia é sempre desconfiar. Descarte imediatamente qualquer mensagem estranha e busque serviços de uma empresa de TI para cuidar dos dados de sua empresa. Esse investimento vai trazer mais segurança, economia e organização para seu parque tecnológico.